SOMENTE A ESCRITURA

>> sábado, 24 de agosto de 2013

por Dr. Joe Mizzi


A doutrina da Sola Scriptura, como a doutrina da Trindade, não é baseada em um texto prova específico. A passagem bíblica abaixo é uma de muitas escrituras que sustentam a suficiência da Bíblia como a única norma infalível da fé cristã. O apóstolo Paulo escreve para Timóteo:

"e que, desde a infância, sabes as sagradas letras, que podem tornar-te sábio para a salvação pela fé em Cristo Jesus. Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra." (2 Timóteo 3:15-17).

A partir desta passagem nós podemos deduzir:

Em primeiro lugar, as Escrituras nos dão o conhecimento necessário para a experiência da salvação – elas são "podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus." Em segundo lugar, a Bíblia também é proveitosa para a doutrina e orientação na vida cristã. Quem é conduzido pelas Escrituras é descrito como "perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra." A Bíblia é portanto, suficiente para mostrar aos filhos de Deus como ser salvo e viver para a Sua glória.

Eu concordo que a referência primária das "escrituras" neste contexto é o Antigo Testamento porque os escritos do Novo Testamento ainda não estavam completos, o cânon do NT ainda não era totalmente conhecido, e a Escritura que Timóteo tinha aprendido na sua infância era o Antigo Testamento.

Mas é possível que Timóteo estava consciente que outros livros inspirados estavam sendo adicionados? E que "desde a infância" ao tempo que ele recebeu as cartas de Paulo, Timóteo veio a saber de outros escritos inspirados em adição aos livros do Antigo Testamento? Por exemplo, 2 Pedro 3.16 classifica as epístolas de Paulo como "outras escrituras" – inferindo que as cartas paulinas já estavam sendo consideradas como divinamente inspiradas nas igrejas apostólicas e no mesmo nível como os livros do Antigo Testamento.

Em sua primeira carta a Timóteo, Paulo cita do Antigo Testamento (Deuteronômio 25:4) e de um livro do Novo Testamento (Lucas 10:7). 'Pois a Escritura declara: "Não amordaces o boi, quando pisa o trigo". E ainda: "O trabalhador é digno do seu salário."' (I Timóteo 5:18). É altamente significante que Paulo se refere ao Evangelho de Lucas como Escritura a par com o Antigo Testamento. Deste modo, Timóteo estava plenamente consciente que o Espírito Santo estava adicionando livros inspirados às Sagradas Escrituras. Portanto, é um absurdo limitar a declaração de Paulo em Segunda a Timóteo sobre o valor das Escrituras ao Antigo Testamento.

A declaração de Paulo sobre as perfeições das Escrituras do Antigo Testamento (santo, inspirado) é aplicável para todas as Sagradas Escrituras em geral. É como dizer, "Todos os cães latem." Latir não é somente a característica dos cães que estão vivendo agora, não é? Os cães que nasceriam no futuro farão o mesmo... porque são cães. Semelhantemente, o que Paulo disse sobre os livros do Antigo Testamento, certamente aplicaria ao Novo, porque como eles, eles tem o mesmo autor Divino.

Entretanto, você pode dizer, Paulo estava se referindo ao Antigo Testamento e não a Bíblia completa. Isto que eu chamo um problema ditoso! Porque se os livros do Antigo Testamento eram suficientes para tornar-nos sábios para a salvação e equipar-nos pra toda a boa obra, como muito mais a totalidade da Bíblia? Se o Antigo era suficiente, a totalidade é repleta de plenitude! Sim, a Bíblia é poderosa para fazer-nos sábios para a salvação, a qual é pela fé em Cristo Jesus. Não deixe qualquer um tirar esta verdade bendita ao afirmar que você precisa de alguma fonte adicional para dar a você alguma informação essencial que seja ausente da Escritura.

Timóteo, sua mãe, e sua avó de alguma maneira sabiam quais livros eram inspirados, mesmo que não existia um magistério infalível para dizê-los. Paulo não precisou explicitar um índice de conteúdos porque evidentemente Timóteo sabia que estes livros eram inspirados.

As Sagradas Escrituras são a propriedade e a herança do povo de Deus eles os passam de uma geração para outra. Como você aprendeu primeiro que os livros chamados "Bíblia Sagrada" é a Palavra de Deus? Isto não veio de seus pais ou do seu professor de Escola Dominical ou de seu pastor ou de algum outro cristão? Mesmo que eles não sejam infalíveis, o Senhor usou-os no lugar em suas mãos Seu livro e as doutrinas dessa maneira.

Se você insiste na necessidade de uma autoridade infalível para garantir quais livros são inspirados, bem, neste caso você não deveria parar por aqui também. Você então perguntaria, "Como eu faço para ter certeza que o magistério da igreja é infalível?" Você não pode dizer, "Porque a Bíblia diz assim"; e você igualmente não pode dizer, "Porque a igreja diz assim" (por que isto é empobrecer a questão).

Você pode surpreender-se com pessoas como Timóteo, você e eu, poderiam saber quais livros são inspirados à parte de uma igreja infalível. Nós não poderíamos confiar em Deus que inspirou a Bíblia em primeiro lugar? Ele deu as Escrituras para o Seu povo, e Ele poderia usá-los (fraco e falível como eles são) para reconhecer Sua Palavra, e passar isto para as gerações futuras. Eu estou convencido que isto é exatamente o que Deus fez.

***
Tradução: Rafi Sevghenian
.

Read more...

Teologia da Prosperidade - o Falso evangelho!

>> quinta-feira, 8 de agosto de 2013

images


A palavra de Deus afirma em (Ap 12:9)que o “diabo é o sedutor de todo o mundo” e “pai da mentira” (Jo 8:44) e todo o seu propósito é, e sempre foi, de afastar o homem da presença de Deus, pois veio para roubar, matar e destruir(Jo 10:1-14) e assim  impedi-lo de desfrutar a eternidade prometida e garantida por Deus, quando do grande e eterno sacrifício realizado através de seu filho amado, o Senhor Jesus Cristo. A pregação da teologia da prosperidade é sem dúvida mais uma de suas artimanhas malignas para desviar o homem do caminho, pois se a inclinação natural do homem dentro do mundo que lhe é visivel e temporário é a satisfação da suas necessidades carnais, com os seus prazeres vazios e passageiros, nada mais atraente para ele que uma mensagem oriunda de “obreiros” fraudulentos (2Cor 11:13), onde se usam textos bíblicos isolados com promessas de uma vida farta e próspera com objetivo camuflado de fazer negócio dos incautos”(2 Pe 2:3).
Se de um lado sopra esse “vento de doutrina”(Ef 4:14) em direcão e sentido opostos o vento do Espírito Santo “assopra” o testemunho em toda a palavra de homens e mulheres de Deus que tinham uma vida consagrada e definida em toda modéstia e piedade apartando-se do engano das riquezas (1Tim 6:9). Moisés “recusou ser chamado filho da filha de faraó, escolhendo antes ser “maltratado com o povo de Deus” (Heb 11:24) .O próprio salvador ,o Senhor Jesus Cristo, que recebeu a oferta do diabo de todos os “reinos do mundo” (Mat 4 :8, 9) , “não tinha onde reclinar a sua cabeça” (Mat 8:18-22) e “sendo homem de dores”( Isa 53:3), dizia que o” servo nao émaior que o seu senhor” (Jo 15:20).O apóstolo Paulo viveu uma vida modesta e de sofrimento, passando “fome e sede” (2 Cor 11:27 27).Pedro e João “não tinham ouro nem prata” (At 3:6). Todos os servos de Deus que tem seus nomes registrados na “galeria da fé” no capitulo 11 do livro de hebreus eram “peregrinos, dos quais o mundo não era digno”, “porque buscavam patria melhor, a celestial”.A igreja fiel primitiva de atos dos apóstolos vivia uma vida solidária repartindo com o necessitado e despojada do engano das riquezas. A propósito, quando do milagre da multiplicacão dos pães, onde Jeus alimentou quase 5000 pessoas com apenas 5 pães e 2 peixes os atraiu para que viessem no dia seguinte após ele porque estavam interessados mesmo era no “Cristo para esta vida” (1 Cor 15:19)e não no “pão vivo que desceu do céu”(Jo 6:51). Quando vejo uma multidão sendo enganada e atraída por essa falácia pregacão e promessa de prosperidade vejo uma multidão nem um pouco interessada em viver uma eternidade com Deus pois os sinceros Deus nunca deixará no engano pois “nem os loucos errarão o caminho”(Isa 35:3).É exatamente essa igreja infiel que está alimentando esse sistema religioso farisáico e legalista muito antigo que tem causado escândalos ao evangelho santo e eterno do nosso Senhor Jesus Cristo.Aliás, quando Deus alimentou o povo de Israel no deserto com o “maná que caía do céu”, o povo ficou fastiado e queria mesmo é carne e sabemos que daquela geracão só Josué e Calebe entraram na “terra prometida”, o restante morreu no deserto por causa de sua incredulidade.Que o Senhor nos guarde. “Ora vem Senhor Jesus”(Ap 22:20).
 
Fabio Mello

Read more...

FIDELIDADE AO SENHOR



Mensagem na nossa Comunidade Crista Vivendo em Comunhao/Tampa-FL. Visite o nosso site. www.vivendoemcomunhao.com 

Read more...
Copyright © 2010 WWW.LUGARDEDESCANSO.COM
ROALPEREIRA@LUGARDEDESCANSO.COM

  © Blogger template Webnolia by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP